Inscrições

Obra histórica traz relação dos magistrados que judicaram no Brasil de 1544 a 1822

O Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), em coedição com a Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), lançou o "Memorial de Ministros - Catálogo Alfabético dos Ministros de Letras”. A obra histórica dos monges Luís de São Bento e António Soares traz estudo e transcrição do professor Nuno Canarinha e apresentação do desembargador Antônio Rulli Júnior, que é diretor da Secretaria de Relações Internacionais da AMB e presidente do Copedem.

O Memorial, que conta com dois volumes, apresenta breves biografias de magistrados que atuaram no Brasil no período de 1544 a 1822. No total, são 6.684 juízes e desembargadores que serviram à Coroa Portuguesa. A publicação foi encontrada na biblioteca do Mosteiro de Alcobaça, em Portugal, e seu estudo e transcrição durou cerca de quatro anos.

"Somos os únicos nas Américas com a relação de seus juízes até a Independência, durante o Império português. A importância da obra se revela na consciência histórica da jurisdição que nos foi legada pelos colegas que nos antecederam", ressaltou Antônio Rulli. O diretor da AMB participou do lançamento do livro na sede do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), em 18 de setembro, e no Centro de Estudos da América Latina (Ceal), em 5 de outubro.

O livro está disponível para venda no site www.editoraclassica.com.br.

ENM abre inscrições para o curso Ativismo Judicial

Saiba Mais

Inscrições para curso de Direitos Humanos podem ser feitas até 20 de julho

Saiba Mais

ENM sob nova gestão

Saiba Mais

ENM disponibiliza link para cadastro de docentes

Saiba Mais
Escola Nacional da Magistratura © 2018 | Todos Direitos Reservados
MENU