Inscrições

Obra histórica traz relação dos magistrados que judicaram no Brasil de 1544 a 1822

O Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), em coedição com a Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), lançou o "Memorial de Ministros - Catálogo Alfabético dos Ministros de Letras”. A obra histórica dos monges Luís de São Bento e António Soares traz estudo e transcrição do professor Nuno Canarinha e apresentação do desembargador Antônio Rulli Júnior, que é diretor da Secretaria de Relações Internacionais da AMB e presidente do Copedem.

O Memorial, que conta com dois volumes, apresenta breves biografias de magistrados que atuaram no Brasil no período de 1544 a 1822. No total, são 6.684 juízes e desembargadores que serviram à Coroa Portuguesa. A publicação foi encontrada na biblioteca do Mosteiro de Alcobaça, em Portugal, e seu estudo e transcrição durou cerca de quatro anos.

"Somos os únicos nas Américas com a relação de seus juízes até a Independência, durante o Império português. A importância da obra se revela na consciência histórica da jurisdição que nos foi legada pelos colegas que nos antecederam", ressaltou Antônio Rulli. O diretor da AMB participou do lançamento do livro na sede do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), em 18 de setembro, e no Centro de Estudos da América Latina (Ceal), em 5 de outubro.

O livro está disponível para venda no site www.editoraclassica.com.br.

Secretário-geral da ENM preside audiência pública sobre transfusão de sangue no TJES

Saiba Mais

Curso de Direto e Internet é realizado em Vitória

Saiba Mais

STJ promove seminário sobre agronegócio

Saiba Mais

Ministro Herman Benjamin toma posse como diretor-geral da Enfam

Saiba Mais
Escola Nacional da Magistratura © 2018 | Todos Direitos Reservados
MENU