Inscrições

ENM/AMB promove exposição em parceria com Amaerj e CCMJ

A Escola Nacional de Magistrados (ENM), da AMB, em parceria com a Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), convida a todos os associados, em especial aos do estado do Rio de Janeiro, para a visita mediada ao Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ), que traz a exposição “Da Pedra ao Palácio - Um percurso interativo ao encontro da Justiça”.

Com a presença da Comissão de Direito e Arte da AMB, a mostra contará com o diretor presidente da ENM, Marcelo Piragibe; a presidente da Amaerj e vice-presidente Institucional da AMB, Renata Gil; a coordenadora do Núcleo de Museu Justiça e Memória da ENM e do curso, a desembargadora Cláudia Pires; o professor de Educação a Distância (EaD), da ENM, Walter Capanema; a diretora do CCMJ, Silvia Monte; e o professor André Senna.

O diretor presidente da ENM, Marcelo Piragibe afirmou que "o evento será filmado, editado, e repassado para todos os magistrados associados no site da ENM, e consiste na primeira amostra e parceira da Comissão de Justiça e Arte da ENM - de muitas que ocorrerão - com os museus de justiça do Brasil e do mundo".

A exposição

A visita, promovida pelo CCMJ e conduzida por arte-educadores, apresenta à população – de forma lúdica, dinâmica e interativa – a arquitetura, a história, as funções e algumas curiosidades dos antigos Palácios da Justiça do Rio de Janeiro (1926) e de Niterói (1920).

Lançado com sucesso em março de 2017 no Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro (APJ-Rio), o programa estreou em junho, no Antigo Palácio da Justiça de Niterói (APJ-Niterói) e tem recebido grupos de escolas públicas e particulares dos ensinos médio e superior, diversas ONGs, turmas do projeto Justiça Cidadã, e também turmas do projeto Juristur, da Amaerj.

Percurso

Durante o percurso são desenvolvidos temas em torno da Arte, Cultura, História, Memória, Educação, Justiça, Cidadania e Direito. De acordo com o grupo ou o objetivo de cada visita, temas específicos podem ser explorados, tais como: violência, racismo, violência contra a mulher, feminicídio, questões de gênero, bullying, linchamento virtual, drogas, sustentabilidade, adoção etc.

“Da Pedra ao Palácio”, portanto, propõe estimular a apreciação estética dos edifícios construídos no início do século XX para abrigar a Casa da Justiça, a partir da monumentalidade das suas arquiteturas e do simbolismo dos seus ornamentos; provocar a reflexão sobre a construção do Direito e a compreensão do vasto mundo da Justiça e da sua importância para a convivência pacífica na sociedade; cultivar o interesse por temas ligados à história e ao funcionamento do Poder Judiciário; fortalecer o diálogo da sociedade com temas atuais e relevantes para o exercício da cidadania; disseminar valores de Justiça contribuindo com a pacificação social; proporcionar ao visitante uma experiência lúdica num espaço histórico relevante da sua cidade, incentivando a sua participação na construção de uma sociedade mais fraterna, justa e pacificada.

Em 2017, “Da Pedra ao Palácio” recebeu 2876 participantes em 107 sessões realizadas.

Secretário-geral da ENM preside audiência pública sobre transfusão de sangue no TJES

Saiba Mais

Curso de Direto e Internet é realizado em Vitória

Saiba Mais

STJ promove seminário sobre agronegócio

Saiba Mais

Ministro Herman Benjamin toma posse como diretor-geral da Enfam

Saiba Mais
Escola Nacional da Magistratura © 2018 | Todos Direitos Reservados
MENU